GAROTAS DE 11 E 13 ANOS SE PROSTITUÍAM COM CONSENTIMENTO DE SUA MÃE

        A Polícia Militar de Barbosa Ferraz apreendeu duas garotas menores de idade e encaminhou a mãe delas para a Delegacia de Polícia para serem tomadas providências após várias denúncias de que as duas meninas, uma criança de 11 anos e uma adolescente de 13 anos estariam sendo submetidas à prostituição, com o consentimento da mãe.

                  

       Conforme informações, denúncias teriam chegado ao Conselho Tutelar da cidade, dando conta de que a mãe das meninas, identificada pelas iniciais R.R. da S., 31 anos de idade, estava forçando as filhas a se prostituírem. A mulher estaria cobrando dinheiro para colocar as filhas nas mãos de indivíduos da cidade, que segundo informações frequentavam a casa da acusada para praticar relações sexuais com crianças.
                  

       Os policiais foram até a casa, na região central de Barbosa Ferraz, por volta das 16 horas de sexta-feira, 3, centro, mas não encontraram nenhuma das pessoas envolvidas na residência. Vizinhos disseram que a acusada teria levado as meninas para um rio, aonde iriam se banhar.
                    

        Os policiais encontraram a mulher e as duas meninas se banhando no Rio Lontras, a cerca de 2 km da área urbana. No local havia outros indivíduos. Ao ser questionada, a mulher negou as acusações, mas disse que não quer ficar com as duas garotas, segundo disse, está desempregada e não tem meios para sustentá-las.


     Em outra situação, na virada de ano, Conselheiros teriam ajudado no socorro de uma adolescente que teria consumido drogas na casa e foi levada para o Hospital Municipal. Além de prostituição o local também é alvo de denúncias de tráfico de drogas.
                     

     PRISÃO - Policiais Militares de Barbosa Ferraz passaram a monitorar o local e descobriram que a movimentação de pessoas era intensa e com a suspeita de que estaria ocorrendo prostituição infantil no local, após ligações ao 190, por volta das 21h da sexta-feira, 03, os policiais, acompanhados do Conselho Tutelar, chegaram a casa e abordaram a moradora.
                     

      Dentro da casa, além da acusada e das duas meninas, ainda estava um indivíduo identificado pelas iniciais R.A. dos S., que seria morador da Vila Benta e a princípio disse ser parente da acusada, primo, situação desmentida pela mulher logo ao chegarem à Delegacia.
                    

     Ainda, segundo informaram os policiais, a casa apresenta uma situação de total abandono, com muita sujeira e falta de higiene. A mulher ainda voltou a afirmar que não quer ficar com as duas garotas. Segundo ela, a adolescente de 13 anos é responsável por seu amásio estar preso pelo crime de abuso sexual. Segundo informações, o pai da garota teria a estuprado e foi condenado, estando preso em outra comarca.
                   

      O Conselho Tutelar retirou as meninas da posse da mãe e as encaminhou para a casa lar. A polícia Militar efetuou toda a documentação e agora a Polícia Civil deve instaurar inquérito para apurar as denúncias de prostituição infantil e tráfico de drogas. 

 

fonte: ColunadoRato

 

                             



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!