SEGURANÇA: ÍNDICE DE HOMICÍDIO TRIPLICA NO PARANÁ NOS ÚLTIMOS 03 ANOS

15/12/2011 12:11

 

O índice de homicídios no Paraná mais que triplicou nas últimas três décadas, de acordo com o Mapa da Violência 2012. O estudo foi elaborado com base em informações do Ministério da Justiça e do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde. Em 1980, o estado teve um índice de 10,8 mortes para cada 100 mil habitantes. Em 2010, esse número chegou a 34,4 homicídios para cada 100 mil habitantes. A pesquisa foi divulgada nesta quarta-feira (14).

 

      Segundo os dados do estudo, o Paraná teve a nona maior taxa de homicídios registrados para cada 100 mil habitantes em 2010. Em 2000, o estado ocupava a 16ª colocação, dentre as 27 unidades federativas.

mortes estados estudo homicídios (Foto: Reprodução)

Paraná era o 16º no ranking em 2000, mas subiu para o nono lugar em 2010

     O estudo também mostra que até 1992, o crescimento do índice no Paraná era menor que a média nacional. Entre 1980 e 1992, o número de homicídios no Brasil cresceu 63,3%, enquanto no Paraná esse número se manteve em 18,7%.

 

     Já no período entre 1992 e 2000, o aumento do índice foi superior à média nacional. Em todo o país, a taxa de homicídios cresceu 39,9%. No Paraná, o crescimento chegou a 44,6%. Nesse mesmo período, a Região Metropolitana de Curitiba viu esse índice crescer 77,7%.

O Mapa da Violência aponta que em 2004, o índice paranaense superou a média nacional pela primeira vez. De lá para cá, isso acabou se tornando uma tendência. Entre 2004 e 2010, o índice estadual sempre ficou acima da média registrada no país.

 

ranking mortes capitais estudo homicídios (Foto: Reprodução)

 

Redução
     De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp), 2011 deverá fechar com uma redução de 7,7% no número de homicídios. Uma projeção feita pelo governo indica que a taxa de homicídios neste ano deverá ser de 27,7 para cada 100 mil habitantes.

     O governo também anunciou na terça-feira (13), algumas medidas para reduzir os índices de criminalidade no estado. Dentre as ações previstas pelo governo estão a contratação de mais policiais, construção de novas unidades para as polícias e aquisição de novas viaturas.

 

Fonte: G1

—————

Voltar