Richa Determina Nomeação Imediata de 2.000 Policiais Militares

20/10/2011 13:41

O governador Beto Richa determinou nesta quarta-feira (19) que o comando da Polícia Militar do Paraná inicie imediatamente a nomeação de 2 mil policiais militares aprovados em concurso público.

"Vamos fazer o esforço necessário para ampliar as ações de segurança em todo o Paraná", disse Richa, que também autorizou a prorrogação, por mais 12 meses, do contrato de 335 auxiliares de carceragem.

A nomeação atende ao programa Paraná Seguro, que prevê, até 2014, a contratação de 8 mil novos soldados e 500 bombeiros para a PM; contratação de 2.200 policiais civis, entre investigadores, delegados e escrivães; compra de 3.200 viaturas e outros equipamentos; implantação de 400 módulos policiais e construção de 95 delegacias, entre outras medidas.

Para o secretário de Segurança Pública, Reinaldo de Almeida César, a medida representa o grau de prioridade que as questões de segurança pública têm para o governo estadual. "O governador está cumprindo os compromissos assumidos com a população e assim inicia a recomposição dos quadros da Polícia Militar, que há vários anos estão defasados", afirmou o secretário.

 

Alexandre Sanches

Richa determina nomeação imediata de 2.000 policiais militares. Alexandre Sanches

As contratações dos PMs é uma resposta ao programa

Paraná Seguro, que pretende contratar outros profissionais

da Segurança Pública e adquirir mais equipamentos

O comandante da Polícia Militar, coronel Marcos Theodoro Scheremeta, disse que nos próximos dias o primeiro grupo de aprovados em concurso poderá iniciar o curso de formação de soldados. "Com essas contratações, em alguns meses poderemos ativar duas unidades estratégicas para a melhoria da segurança no Paraná, que são o Batalhão de Fronteira, na região Oeste, e o 22º Batalhão da Região Metropolitana de Curitiba", explica Scheremeta.

O Batalhão de Fronteira terá duas companhias, uma em Santo Antônio do Sudoeste e a outra em Guaíra, e o 22º Batalhão, que terá sede em Colombo, se somará ao 17º Batalhão nas operações na Região Metropolitana.

No final de setembro, governador Beto Richa assinou decreto de nomeação de 652 policiais civis (631 investigadores, 19 escrivães e dois papiloscopistas) aprovados em concurso público realizado em 2010. As contratações representam 20% do efetivo atual da corporação, formado atualmente por 3.563 policiais.

—————

Voltar