POR 05 VOTOS A 04, CAMARA RECUSA CONCURSO PUBLICO PARA ENFERMEIROS E ASSITENTES SOCIAIS

31/08/2011 12:06
      Depois de muitas discussões e interrupções durante a reunião solene de ontem 30, o Projeto de Lei nº.107/2011 de Autoria do Poder Executivo, que cria os cargos de provimento efetivo de AGENTE UNIVERSITÁRIO – ASSISTENTE SOCIAL e de AGENTE UNIVERSITÁRIO – ENFERMEIRO e dá outras providências.
      Foi reprovado por 05 votos a 04, a votação de recusa primeiramente deu-se empata com 04 votos a 04, sendo favoráveis ao projeto os vereadores: Rafael Brito, Tiago Albano, Ze Pretinho e Helton Maia e contra os vereadores Sueli Urna, Mario Ávila, Jair Cocensa e Xexéu, cabendo neste caso o desempate ao presidente da Câmara Daniel Pacor que deu o voto final contra o projeto.
        
        Segundo a maioria desfavorável ao projeto, foi alegado discordância salarial, pois os novos contratados ganhariam um percentual menor em comparação a duas enfermeiras contratadas em concurso anterior. Sabendo-se que o hospital municipal abrirá como maternidade em breve, sendo assim, foi criado uma lacuna de discussões a serem resolvidas, pois devido as leis trabalhistas os novos contratados devem ser feitos através de concurso publico, e o município de Moreira Sales já recebeu a poucos dias uma notificação de multa do Ministério do Trabalho da Regional de Campo Mourão no valor de R$ 42.000,00 por irregularidades na contratação de profissionais de saúde durante a gestão de Hugo Berti por realizar contratações sem o devido concurso.
     Na área social, segundo Margareth Volpato Diretora da Provopar “o município necessita urgentemente de profissionais da área para atender a demanda, e as atuais concursadas não se enquadra legalmente para serem chamadas, deixando assim um vazio no atendimento assistencial do município”.

 

 

 

—————

Voltar