CARTA ANONIMA DE GAROTA DE PROGRAMA COM AIDS CAUSA POLEMICA EM TOLEDO

02/12/2011 12:27

 

  

   Uma carta-denúncia sem autoria está movimentando os bastidores na cidade de Toledo, mesmo sem ter uma confirmação se verídica ou não.

    Ocorre que de acordo com a carta, que teria sido escrita por uma garota de programa de 21 anos, esta relata ter contraído o vírus da AIS e trabalhado numa boate na cidade de Toledo e com o consentimento de seu empregador, repassado o vírus para mais de 70 homens, casados inclusive conforme ela cita.

    Verdade ou não, o caso tem deixado muita gente com a "pulga atrás da orelha". O caso deve ser investigado pelas autoridades competentes, que visam confirmar a veracidade da denúncia.

    Os responsáveis pelo estabelecimento denunciado negam o fato e alegam que isso não passa de uma grande mentira criada para prejudicá-los.

 

A Carta:
A referida carta foi colada em vários pontos da cidade e seu teor, na integra é esse:

 

    "Tenho 21 anos de idade e já estou condenada à morte, trabalhei três anos numa boate localizada na região de Toledo e há dois anos descobri que era portadora do vírus HIV/AIDS, procurei os responsáveis pela "casa", para falar a respeito do meu problema de saúde, ela me disse que não tinha nenhum problema, e me disse para eu manter isso em absoluto segredo, para não queimar a "casa" e consequentemente perder a clientela e como sabia que eu dava muito lucro, me convenceu a continuar trabalhando, sem me dar nenhuma orientação sobre tratamento e prevenção ou seja, não teve o mínimo de preocupação comigo nem mesmo com seus clientes. Foi o meu maior erro, ter continuado trabalhando nessa boate.


   Hoje, passado quase um ano e seis meses, só que eu já sabia tem mais ou menos 70 clientes com HIV/AIDS, infelizmente esse número deve ser maior porque sei que tem outras garotas na mesma situação, devemos levar em conta que a maioria dos clientes são casados, então deve ter muitas esposas que estão com o vírus e devem nem saber. "Meu único objetivo é que ninguém mais seja infectado por HIV/AIDS nessa boate por simples ganância de ganhar dinheiro por parte de seus proprietários, que hoje desfrutam de ótima vida financeira à custa das desgraças alheias."
Quando precisei dos patrões para tratar da minha saúde, me trataram como animal, ai eu percebi que só era útil enquanto lhes dava lucro. Nunca tive a intenção de contaminar ninguém eu desconhecia a possibilidade de transmitir AIDS pelo sexo oral sem preservativo. Quem sou? Sou uma ex-garota de programa. Sou uma atual garota portadora do vírus HIV. Sou um futuro cadáver. Espero que todos entendam a importância dessa informação e ajudem a divulgar essa mensagem para o maior número de pessoas possíveis...Você estará fazendo um grande favor à toda a sociedade de Toledo e talvez a você mesmo!! Fica com Deus...

 

fonte: radarbo.com.br

—————

Voltar